As razões dele

Posted on 18/09/2014 por

1


gota

Por Maria Luiza Falcão

Deus, em sua infinita sabedoria e bondade, nos coloca no tempo e lugar certo, onde poderemos fazer não só por nós, para nosso progresso espiritual, mas também para fazer pelos outros.

Mas às vezes, diante de missões difíceis, onde nos sentimos fracos e incapazes, nos perguntamos: Por que Ele nos colocou aqui? Por que nos deu este fardo? Somos tão fracos e tão pouco saber possuímos, como Ele pretende que realizemos tanto?

Mais difícil ainda compreender como fazer o bem para quem nos faz o mal, conscientemente ou não. Como aceitar os insanos em seu mundo paralelo, quando eles nos destroem? Como enxergar naquele ser aparentemente perverso alguém que não sabe o que está fazendo?

Deus, em sua infinita sabedoria e bondade, nos concede o privilégio de reencarnarmos tantas vezes quanto necessário para nossa recuperação e aprimoramento humano.  Em estágios evolutivos diferentes, todos aqui se encontram e convivem. O auxílio mútuo parece ser a finalidade óbvia. Mas…  quem são os verdadeiros necessitados? Quem são os que podem ajudar? Até que ponto somos responsáveis pelo próximo?

Deus, em sua infinita sabedoria e bondade, não espera que saibamos as respostas para tudo, tão pouco que tenhamos pleno êxito nas missões com as quais nos contemplou. Ele conhece nossas limitações. Somos falíveis, cheios de fraquezas e defeitos. Ele não espera de nós as soluções. Mas Ele sabe que além de todas nossas faculdades, somos portadores do que mais nos aproxima Dele: o amor.

Por mais pesado que nos pareçam, nossos fardos têm o peso justo que precisamos carregar. Deus sabe que contamos com Ele, mas também espera que saibamos que Ele conta conosco.

Anúncios