Teu recanto Tua presença

Posted on 23/04/2015 por

3


images (2)

                                   Por Tânia Barroso

      Entregador bateu na porta da vizinha. Devolvia  edredon lavado na tinturaria. Era verão de torrar, principalmente quem andava na rua. Edna olhou o rapaz que suava exageradamente. Ofereceu-lhe um copo de mate geladinho. Ele quase chora de alegria. – Ô senhora… é benção!

Vinha do hortifruti com sacas cheias. A cada ano peço perdão à natureza por maldizer o verão. Antes que atravessasse a rua para minha calçada, fui surpreendida com o vendedor de água de côco vindo em minha direção com copo cheio. Cortesia. Quase choro de emoção.

Uma senhora gorda tropeçou na calçada quebrada e quase vai ao chão. Amparada por outra senhora, livrou-se do que poderia ser uma queda com consequências graves. Velhas em suas vidas, sorriram emocionadas pela certeza de nada terem sofrido. Compartilhar. Abraçaram-se.

Ouço música agradável. Bossa nova. “Olha que coisa mais linda”… O som vinha da praça. Resolvi conferir. Um grupo de pessoas de idades diferentes, em suas bicicletas, tocavam instrumentos com uma afinação de puro prazer. Circulavam oferecendo música.

Poesia. A vida pode ser enfeitada por poesia. É o que acredita um grupo de amigos que se reúne uma vez por mês no Parque das Ruínas, em Santa Teresa, no Rio de Janeiro. Do alto, vista da baía de Guanabara completa a festa onde distribuí-se poesia (https://www.facebook.com/saraupoesianoparque).

Curioso que nada disso se vê em jornal nem na TV. Não mereceriam destaque nos noticiários?

Abri  livro em página qualquer. Buscava  inspiração, e lá estava: “Não podes acionar alavancas que determinem tanquilidade e ordem para milhões de pessoas… Examina o que sentes, pensas e fazes, no lugar em que vives.  Considera a importância da tarefa em tuas mãos para o engrandecimento da vida. Teu recanto – tua presença.”

outono 2015

Anúncios
Posted in: Tânia Barroso