Mudança e Felicidade

Posted on 26/08/2015 por

0


del felicidade

Por Flávia Frota Cavalcanti

Vivemos uma busca eufórica pela felicidade, mas sabemos que ela é abstrata e incapaz de ser mensurada. E assim constantemente nos perguntamos, onde ela está, como encontrá-la?

Olhamos em todas as direções e saímos correndo feito loucos, acreditando que ela  se encontra nas pessoas que possam nos amar, na riqueza, em produtos e gozos da vida. Resultado: frustração.

E assim vamos vivendo… Uma sociedade desesperada em busca de consumo, prazeres e satisfação. Sempre sem tempo, com pressa, estudando muito e trabalhando demais para ganhar dinheiro e realizar o grande sonho: alcançar a felicidade.

Mas para alcançá-la é preciso saber direitinho onde ela está e como chegar lá. Para isso é necessário muito mais do que procurar ao redor. Enquanto não tivermos a serenidade de parar, acalmar os sentimentos, pensar e olhar para o nosso íntimo nunca iremos acertar esse alvo nebuloso.

Refletir sobre a própria vida, os erros e acertos, envolve analisar o passado, mirar o futuro e deter-se no presente. O presente é realmente nosso maior presente e dele dependerá nosso futuro.

O passado passou, deixe-o passar e ir em paz… Dele, fique somente com as boas lembranças. “Os erros são nossos professores particulares”, por isso devemos aprender com eles.

Repita o que deu certo se acreditar que pode funcionar novamente, descarte o que deu errado e refaça o que precisa ser modificado e reconstruído, estabelecendo as suas prioridades – e não as dos outros.

Deixe o orgulho de lado e reconheça que errou. Esse é o primeiro passo para mudar a realidade. Se você não abrir mão de suas mazelas e sair em busca de novos caminhos, nunca se libertará e jamais encontrará a tal felicidade sonhada e merecida por todos nós.

Mudança é a palavra chave. Gosto muito de uma frase assim: “Nada muda se você não mudar”. As pessoas têm mania de pedir ajuda aos outros, solicitar orações, ombro amigo e conselhos. Isso é lindo, significa amizade. Mas o amigo pode apenas lhe socorrer, tentar consolá-lo e aliviar seu sofrimento temporariamente, nada mais.

O poder da transformação está em você. Não passe a responsabilidade da sua vida e dos seus atos para terceiros. Assim, você nunca vai evoluir, melhorar-se.

É necessário simplicidade e aceitação, coragem para si observar e mudar. Lembre-se: “Eu não posso mudar o mundo, nem as pessoas, mas posso mudar o meu mundo, a minha maneira de agir, de encarar os problemas e enfrentar o sofrimento”.

É possível sim! Muitos já fizeram este caminho e estão satisfeitos com as conquistas. Vamos seguir o exemplo daqueles verdadeiramente bem sucedidos e fazer a nossa parte? Convite feito, agora é só aceitar o desafio. A felicidade está lhe aguardando nesta nova estrada. E veja o que diz a placa de boas-vindas: “Eu só sou feliz se sou feliz comigo mesmo”.

 Crônica inspirada em palestra de Francisco do Espírito Santo Neto

5º Congresso Espírita do Amazonas.

Anúncios